O que é reprodução assistida?

15 de outubro de 2018

O que é reprodução assistida?

A Reprodução Assistida é como é chamado o tratamento que pode auxiliar a mulher a engravidar sem a necessidade de ter relações sexuais. Essa técnica foi desenvolvida para facilitar mulheres que desejam passar pela gravidez, para auxiliar casais que não conseguiam engravidar por métodos naturais, ou por qualquer outro motivo que uma mulher possa desejar engravidar.

Existem diversos métodos diferentes de reprodução assistida, variando com as circunstâncias que a mulher se encontra no momento em que ela deseja engravidar. Cada circunstância é extremamente única, e deverá sempre haver a consulta com um especialista em reprodução humana antes de se bater o martelo sobre o assunto. Entenda como funciona a assistência de reprodução e seus métodos.

O que é reprodução assistida e como é feita?

Qualquer método utilizado para artificialmente se conseguir uma gestação em uma mulher pode ser chamado de reprodução assistida. A infertilidade, tanto masculina quanto feminina pode ter diversas causas diferentes, mas raramente a causa é a saúde do colo do útero feminino, o que ainda permite que, caso haja a fecundação, a gestação ocorra normalmente.

Por isso se desenvolveu diferentes métodos para conseguir providenciar uma gestação para mulheres e casais que possuam dificuldade de conseguir a gestação. Esses métodos não são necessariamente garantidos, mas as chances de sucesso são extremamente altas, o que facilita bastante para um casal que deseja ter filhos e não consegue.

Muitas vezes, no entanto, se utiliza o método de reprodução medicamente assistida para se conseguir planejar uma gravidez de uma mulher, congelando óvulos anteriormente, para fazer uma inseminação e provocar uma gestação em período planejado. Conheça agora os variados métodos de reprodução assistida e em que caso cada método é utilizado.

Fertilização In Vitro (FIV)

Nesse procedimento, as células do ovário são fecundadas fora do corpo, ou seja, in vitro, em um tubo especial, ou em certos casos em um prato de Petri, muito usado em laboratório. FIV é um tratamento bastante eficaz, pois permite a fecundação em meio externo, e o óvulo fecundado é então implementado no útero para garantir procedimento da gravidez.

Para complementar essa técnica, é possível usar como reprodução assistida a ICSI, que permite utilizar uma agulha para injetar diretamente dentro do óvulo o espermatozoide. Essa técnica é usada com maior frequência quando o espermatozoide possui má formação ou é fraco demais para fecundar o óvulo, ou então quando o homem passou pelo processo de vasectomia.

Inseminação Intrauterina (IIU)

Esse procedimento consiste basicamente na introdução de esperma saudável e capacitado de fazer a fecundação de um óvulo na cavidade uterina da mulher, para aumentar diretamente as chances de uma fecundação. A região vaginal da mulher é extremamente ácida, e certos homens possuem um sêmen muito frágil, o que pode dificultar a fecundação em métodos naturais.

Porém, esse método garante que um casal cujo homem possua volume baixo de espermatozoides, mobilidade diminuída ou volume baixo de esperma, consiga engravidar mais facilmente. Para aumentar os efeitos, a mulher é estimulada a ovular, aumentando as chances de um bom resultado.

Postado no Blog

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: